domingo, 4 de setembro de 2016

Destino







Nos achamos indissoluvelmente ligados às nossas próprias obras. Nossos atos tecem asas de libertação ou algemas de cativeiro, para a nossa vitória ou nossa perda. A ninguém devemos o destino senão a nós próprios.


Momentos de Reflexão | Chico Xavier | Pelos Espíritos André Luiz e Emmanuel | 1ª Reimpressão | Editora Academia | Página 9 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Assine o Blog e Receba Orações por E-mail

Assista aos Vídeos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...